Música do Dia

A música do dia de hoje é a música que gerou polémica pelo mundo esta semana… Wrecking Ball da Miley Cyrus.

Muito honestamente, adoro a música! O videoclip, para mim, é duvidoso. Não pretendo entrar em grandes discussões porque a Miley é adulta e faz o que quer, mas acredito que dirigido de outra forma, teria uma força muito diferente!

Acho que esta música vale a pena ouvir, especialmente pela letra. Fica aqui o vídeo e a tradução (experimentem ouvir apenas a música, e vão ver como ela tem talento e uma voz fantástica. E vejam só a expressão dela a cantar a bridge no video, e depois digam se ficam com o coração apertado ou não!)

Nós arranhámos, nós prendemos os nossos corações em vão
Nós saltámos, sem nunca perguntar porquê
Nós beijámos-nos, e eu caí no teu feitiço
Um amor que ninguém podia negar

Nunca digas que apenas fui embora
Eu vou sempre querer-te
Eu não posso viver uma mentira, a correr pela minha vida
Eu vou sempre querer-te

Eu vim como uma bola de demolição
Eu nunca atingi com tanta força o amor
Tudo o que queria era quebrar as tuas muralhas
Tudo o que sempre fizeste foi destruir-me
Sim, tu, tu destróis-me

Eu pus-te alto no céu
E agora, não estás a descer
E devagar mudou, deixaste-me queimar
E agora, somos cinzas no chão

Nunca digas que apenas fui embora
Eu vou sempre querer-te
Eu não posso viver uma mentira, a correr pela minha vida
Eu vou sempre querer-te

Eu vim como uma bola de demolição
Eu nunca atingi com tanta força o amor
Tudo o que queria era quebrar as tuas muralhas
Tudo o que sempre fizeste foi destruir-me

Eu vim como uma bola de demolição
Sim, eu apenas fechei os olhos e balancei
Deixaste-me cair como uma bola em chamas
Tudo o que sempre fizeste foi destruir-me
Sim, tu, tu destróis-me

Nunca quis começar uma guerra
Só queria que me deixasses entrar
E em vez de usar a força
Acho que devia ter-te deixado ganhar
Nunca quis começar uma guerra
Só queria que me deixasses entrar
Acho que devia ter-te deixado ganhar

Nunca digas que apenas fui embora
Eu vou sempre querer-te

Eu vim como uma bola de demolição
Eu nunca atingi com tanta força o amor
Tudo o que queria era quebrar as tuas muralhas
Tudo o que sempre fizeste foi destruir-me

Eu vim como uma bola de demolição
Sim, eu apenas fechei os olhos e balancei
Deixaste-me cair como uma bola em chamas
Tudo o que sempre fizeste foi destruir-me
Sim, tu, tu destróis-me

Sim, tu, tu destróis-me
Anúncios

Música do Dia

A música de hoje é a nova do Justin Timberlake. Diz-se que a escreveu para a hoje sua mulher, Jessica Biel, em 2009, depois de os dois se terem supostamente separado.

O videoclip desta música é dos melhores que já vi! Conta a história de um casal: após a morte do marido, a senhora recorda os momentos mais importantes da sua relação. É impossível não ficar emocionado com este videoclip! (E claro que não podia deixar de haver momentos de dança do JT, como em todos os seus videoclips!)

Não és algo para se admirar?
Porque o teu brilho parece o de um espelho
E eu não posso evitar reparar
Que refletes neste coração meu
Se alguma vez te sentires só e
O brilho torna difícil encontrar-me
Apenas sabe que estou sempre
Pararelo do outro lado

Porque com a tua mão na minha mão e um bolso cheio de alma
Posso dizer que não há sítio onde não pudessemos ir
Apenas põe a tua mão no vidro
Eu vou estar a tentar puxar-te
Só tens que ser forte

Porque não te quero perder agora
Estou a olhar diretamente para a outra metade de mim
O vazio que estava no meu coração
É um lugar que agora possuis
Mostra-me como lutar por agora
E direi-te, querida, que foi fácil
Voltar para ti assim que percebi
Que estiveste sempre aqui

É como se fosses o meu espelho
O meu espelho a olhar para mim
Não poderia crescer
Com mais ninguém do meu lado
E agora é claro como esta promessa
Que fazemos dois reflexos num só
Porque é como se fosses o meu espelho
O meu espelho a olhar para mim, a olhar para mim

Não és mesmo qualquer coisa, um original?
Porque não parece apenas uma amostra
E não consigo evitar olhar, porque
Vejo a verdade algures nos teus olhos
Eu nunca poderia mudar sem ti
Tu refletes-me, eu amo isso em ti
E se pudesse, eu olharia para nós o tempo todo

Porque com a tua mão na minha mão e um bolso cheio de alma
Posso dizer que não sítio onde não pudessemos ir
Apenas põe a tua mão no vidro
Eu vou estar a tentar puxar-te
Só tens que ser forte

Porque não te quero perder agora
Estou a olhar diretamente para a outra metade de mim
O vazio que estava no meu coração
É um lugar que agora possuis
Mostra-me como lutar por agora
E direi-te, queria, que foi fácil
Voltar para ti assim que percebi
Que estiveste sempre aqui

É como se fosses o meu espelho
O meu espelho a olhar para mim
Não poderia crescer
Com mais ninguém do meu lado
E agora é claro como esta promessa
Que fazemos, dois reflexos num só
Porque é como se fosses o meu espelho
O meu espelho a olhar para mim, a olhar para mim

Ontem é história
Amanhã um mistério
Eu consigo ver-te a olhar para mim
Mantém os teus olhos em mim
Querida, mantém os teus olhos em mim

Porque não te quero perder agora
Estou a olhar diretamente para a outra metade de mim
O vazio que estava no meu coração
É um lugar que agora possuis
Mostra-me como lutar por agora
E direi-te, queria, que foi fácil
Voltar para aqui, para ti assim que percebi
Que estiveste sempre aqui

É como se fosses o meu espelho
O meu espelho a olhar para mim
Não poderia crescer
Com mais ninguém do meu lado
E agora é claro como esta promessa
Que fazemos, dois reflexos num só
Porque é como se fosses o meu espelho
O meu espelho a olhar para mim, a olhar para mim

Tu és, tu és o amor da minha vida [x10]

Agora és a inspiração para esta preciosa canção
E eu apenas quero ver a tua cara iluminar-se quando me pões
Então agora digo adeus ao antigo eu, já se foi
E mal posso esperar esperar esperar esperar esperar para te levar para casa
Só para te mostrar, que tu és

Tu és, tu és o amor da minha vida [x8]

Miúda, és o meu reflexo, tudo o que vejo és tu
O meu reflexo, em tudo o que faço
És o meu reflexo, e tudo o que vejo és tu
O meu reflexo, em tudo o que faço

Tu és, tu és o amor da minha vida [x16]

Música do Dia

Esta música está a passar constantemente em anúncios quando vejo TV norte-americana em stream, e mesmo quando passa na rádio, o refrão deixa-me feliz! A letra é bastante triste, retrata o que se passa na sociedade com a crise, mas apesar de tudo é uma música bastante leve.

Todo este tipo de sítios
Faz parecer que se passaram anos
Amanhã um novo edifício vai rasgar os céus
Amo este país ternamente
Consigo sentir a escada claramente
Mas nunca pensei que estaria sozinho a tentar

Uma vez estava fora da estação Penn
A vender cravos vermelhos e brancos
Ainda estávamos sozinhos,
A minha mulher e eu
Antes de casarmos, guardei o meu dinheiro
Trouxe a minha mulher
E agora quero trazer a minha família para este lado do estado

Mas fora do barco eles ficaram um pouco
E depois espalharam-se pela costa
Uma vez por ano vejo-os por uma semana ou assim no máximo

Eu fui dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta (oh-ah-ohhhh)

Eu fui dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta (oh-ah-oh-oh-oh-oh)

O negócio não é perfeito
Mas o mercado corta as perdas
Recordo-me que poderia ser muito pior
A minha mulher não me faz perguntas
Não há muito para perguntar
E ela nunca irá passear uma carteira vazia

Uma vez a minha sogra veio
Para passar umas noites
E então decidiu ficar para o resto da vida
Observo os meus filhos pequenos, a jogar um jogo de tabuleiro na cozinha
E sento-me e rezo que nunca sintam o meu conflito

Mas então o meu sócio liga-me e diz que os fundos de pensão desapareceram
Ele fez maus investimentos, e agora as contas estão a descoberto

Eu fui dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta (oh-ah-ohhhh)
Eu fui dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta (oh-ah-oh-oh-oh-oh)

Querida é o teu filho, penso que pedi demasiado emprestado
Tivemos impostos, tivemos contas, tivemos um estilo de vida de diversão
E esta noite juro que vou para casa e faremos amor como se fossemos jovens
E amanhã vais fazer o jantar para os vizinhos e os seus filhos
E podemos falar mal desses socialistas e os seus malditos impostos
Mas vê que não sou um criminoso
Estou sobre os meus joelhos
E sou demasiado cobarde para admitir quando estou em necessidade

Eu fui dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta (oh-ah-ohhhh)
Eu fui dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta (oh-ah-oh-oh-oh-oh)

Eu fui dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta (oh-ah-oh-oh-oh-oh)

Eu fui dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta
Dar uma volta, dar uma volta, dar uma volta (oh-ah-oh-oh-oh-oh)

Música do Dia

Não é possível não adorar esta música, que aparece o trailer do filme “Kickass 2”. Apesar de ser bem diferente do meu género, acho-a fantástica!

Sleigh Bells – “Infinity Guitars”

 

Música do Dia

O que tenho cantado berrado no carro por culpa desta música! Adoro-a 🙂

“Love Me Again” – John Newman

Sei que fiz mal, deixei o teu coração despedaçado
É isso que os demónios fazem?
Demorou-te tanto, onde só os tolos iam
Abalei o anjo em ti

Agora estou a elevar-me na multidão
Subindo até ti
Sente com toda a força que eu encontrei
Não há nada que eu não possa fazer

Eu preciso saber agora, saber agora
Consegues amar-me de novo? (x5)

É imperdoável,
Roubei e queimei a tua alma
É isso que os demónios fazem, hey?
Eles dominam o pior em mim,
Destroem tudo,
Eles culpam-no em anjos como tu, hey!

Agora estou a elevar-me na multidão
Subindo até ti
Sente com toda a força que eu encontrei
Não há nada que eu não possa fazer

Eu preciso saber agora, saber agora
Consegues amar-me de novo? (x5)
Uh, uh, uh, uh!
Oh, oh!

Disse-te outra vez,
Faz isto outra vez, faz isto outra vez, oh!
Disse-te outra vez,
Faz isto outra vez, faz isto outra vez, oh, oh!

Eu preciso saber agora, saber agora
Consegues amar-me de novo? (x5)

Música do Dia

Christina Perri – Arms

Nunca pensei que fosses tu quem seguraria no meu coração
Mas apareceste e derrubaste-me no chão desde o início

Pões os teus braços à minha volta
E acredito que é mais fácil para ti deixar-me ir
Pões os teus braços à minha volta e estou em casa

Quantas vezes me vais deixar mudar de ideias e virar as costas
Não consigo decidir se te deixe salvar a minha vida ou se me afogo

Espero que vejas através das minhas muralhas
Espero que me apanhes, porque já estou a cair
Nunca vou deixar um amor chegar tão perto
Pões os teus braços à minha volta e estou em casa

O mundo está a cair-me em cima e não consigo encontrar uma razão para ser amada
Nunca te quero deixar mas não te posso fazer sangrar se estiver sozinha

Pões os teus braços à minha volta
E acredito que é mais fácil para ti deixar-me ir

Espero que vejas através das minhas muralhas
Espero que me apanhes, porque já estou a cair
Nunca vou deixar um amor chegar tão perto
Pões os teus braços à minha volta e estou em casa

Fiz o meu melhor para nunca te deixar entrar para ver a verdade
E nunca me abri
Eu nunca verdadeiramente amei até que puseste os teus braços à minha volta
E eu acredito que é mais fácil para ti deixar-me ir

Espero que vejas através das minhas muralhas
Espero que me apanhes, porque já estou a cair
Nunca vou deixar um amor chegar tão perto
Pões os teus braços à minha volta e estou em casa

Pões os teus braços à minha volta e estou em casa